A pequena túlipa

BLOG

4 formas simples de contribuir para a comunidade

comunidade

Dezembro é um bom mês para dar início a um projeto comunitário, para que este continue por muito tempo!

Contribuir para o bem da comunidade pode ser mais simples do que imagina e fazê-lo através da sua empresa é duplamente melhor. Põe em prática a responsabilidade social e ainda leva consigo os seus colegas e clientes!

 

Responsabilidade social

A responsabilidade social corresponde a ações voluntárias de uma empresa com vista a melhorar aspetos tão diversos como as condições de trabalho dadas aos funcionários (do ponto de vista interno), o impacto que a atividade da empresa tem no meio ambiente ou apenas contribuir para o bem da comunidade no geral, o que pode ser feito por inúmeras vias.

À partida, esta não é a principal motivação para uma empresa se preocupar com a responsabilidade social, mas é um facto que cada vez mais os clientes dão importância às atitudes sustentáveis dos seus parceiros. E também as gerações mais novas olham a esta questão quando pensam a que empresas se devem candidatar, quando procuram trabalho.

 

Como contribuir para a comunidade

Pensando concretamente em formas de contribuir para a comunidade, vamos dar 4 exemplos simples e concretos. E começamos, precisamente, pelas nossas próprias ações!

 
  1. Contribuir com conhecimentos e meios

N’A pequena túlipa, contribuímos da maneira que melhor sabemos: fazendo vídeos! O projeto Mais do que uma causa é feito em parceria com a Fidelidade. Sem qualquer custo para as associações, fazemos vídeos de apresentação, para que estas possam divulgar as respetivas organizações.

Talvez a sua empresa também possa disponibilizar os seus serviços para ajudar a comunidade em que está inserida!

 

2. Contribuir monetariamente

Todas as ajudas contam, e a ajuda financeira é sempre bem vinda em qualquer instituição sem fins lucrativos, cuja subsistência provém muitas vezes de donativos. Mas para as grandes organizações, há outras formas de prestar apoio financeiro. Temos dois exemplos: a Fidelidade e o BPI.

Em 2017 a Fidelidade criou o Prémio Fidelidade Comunidade, que atribuiu um total de 500 mil euros, distribuindo-os por 21 instituições, cujos projetos foram selecionados. O BPI Capacitar é um prémio anual de 750 mil euros para apoiar pessoas com deficiência.

Sem estes prémios e os pequenos donativos, algumas instituições não teriam como concretizar os seus projetos, que tanta importância têm para os seus beneficiários.

 

 3. Contribuir com tempo

Muitas empresas optam por propor aos seus funcionários que, todos juntos, façam atividades de voluntariado, como distribuição de alimentos a pessoas sem abrigo, limpeza de praias, plantação de árvores ou visitas a utentes em hospitais.

comunidade
 

4. Contribuir com bens

Uma hipótese que também é muito praticada é a recolha e entrega de bens. Várias empresas têm por hábito pedir aos seus colaboradores alimentos não perecíveis, roupas, livros, brinquedos ou outras coisas de que as instituições ou entidades de destino necessitem.

Por norma, são ações com muita adesão, devido à sua simplicidade.

 

Estas são apenas algumas ideias possíveis para contribuir para a comunidade, mas há uma infinidade de ações que podem ser realizadas.

E se, por algum motivo, não for possível contribuir para a comunidade através da sua empresa da maneira que gostaria, lembre-se que pode sempre ajudar a título individual. O que não falta por aí são projetos a precisar de voluntários e dum espírito natalício que dure todo o ano!