A pequena túlipa

BLOG

Apps e sites que podem melhorar as suas viagens - Parte 1

aviao

Hoje em dia, viajar em trabalho é muito comum. Para que as suas saídas não sejam um pesadelo, muna-se das melhores ferramentas à sua disposição.

Os negócios não são todos iguais, mas há coisas que quase sempre são transversais às empresas. Com a necessidade de viajar que hoje em dia temos, esta é uma componente cada vez mais banal na vida profissional de muitas pessoas. E foi a pensar nisso que resolvemos escrever sobre este tema, porque também nós viajamos frequentemente em trabalho.

Vamos falar especificamente de aplicações, sites e outras ferramentas que podem ser uma grande ajuda no planeamento e gestão de uma viagem de trabalho. Assim, conseguirá controlar da melhor maneira todos os obstáculos que se coloquem no seu caminho.

Aceite o nosso convite, aperte o cinto e deixe-se conduzir por uma série de sugestões que amanhã lhe podem ser muito úteis.

 

Ferramentas que não pode deixar de ter ao viajar em trabalho

Há várias coisas a ter em consideração quando se viaja em trabalho, especialmente para quem tem muitas responsabilidades e precisa de estar em cima de outros acontecimentos.

Depois, é relevante perceber se temos alguém na nossa empresa que nos preste apoio, caso surja um imprevisto, ou se estamos completamente por nossa conta. Mas vamos partir do princípio que precisamos de nos desenrascar sozinhos.

Algumas das sugestões que aqui vamos referir já mencionámos no artigo sobre ferramentas de produtividade para obter os melhores resultados. E nada mais lógico que fazer uso das potencialidades de algumas destas aplicações para não se perder o fio à meada, mesmo quando estamos longe.

 

1. Viagens de avião

Para quem costuma fazer viagens de avião, especialmente para fora do país, temos sugestões de aplicações e sites que costumamos usar frequentemente e que já nos provaram que valem bem a pena.

viajar
  • Skyscanner - Como o nome indica, é uma plataforma que o ajuda a encontrar voos, mas que tem mais do que uma pesquisa simples para oferecer. Destacamos 3 características que consideramos particularmente interessantes:

    • A pesquisa por aeroportos próximos do seu destino é útil para encontrar alternativas que por vezes não são apresentadas como primeiras opções, especialmente se forem aeroportos mais pequenos. Em vez destes, na generalidade das plataformas costumam ser apresentados grandes aeroportos, mesmo que fiquem mais longe do nosso ponto de interesse;

    • Imagine que precisa de ir a várias cidades de um país, mas não tem uma ordem obrigatória. Em vez de pesquisar pelas cidades à vez, aqui pode procurar pelo país e ser-lhe-ão apresentados os valores para todas as cidades em simultâneo. Isto facilita a comparação de preços;

    • Outra funcionalidade interessante é o facto de poder pesquisar por um destino, mas sem ter de definir uma data concreta. Apenas precisa de escolher o mês. Assim, se tiver datas flexíveis, pode escolhê-las em função dos preços praticados em cada dia.

  • Companhias aéreas– Atualmente, todas as companhias aéreas têm aplicações. Talvez a sua função mais útil seja a possibilidade de fazer o check-in através do smartphone, que gera automaticamente o cartão de embarque, deixando de ser preciso imprimi-lo, porque fica logo disponível na aplicação. Só precisa de garantir que não fica sem bateria!

 

2. Deslocações

As deslocações em viagens são uma questão muito importante. Se for para um sítio mais remoto e onde não haja uma boa rede de transportes, alugar um carro pode ser a melhor opção.

Em cidades grandes, para pequenos e médios percursos, utilizar o serviço da Uber ou da Cabify pode ser a solução, especialmente se levar alguma bagagem. Mas há mais alguns pormenores a ter em atenção.

uber
  • Uber e Cabify - Apesar das polémicas que já surgiram em volta deste tipo de serviço, para os utilizadores esta continua a ser uma opção prática e em conta. Basta ter um cartão de crédito válido e o GPS ativo e já pode chamar uma viatura para o ir buscar, desde que esteja numa cidade em que o serviço exista.

    Quer em relação a uma aplicação como a outra, verifique sempre antes da viagem se na cidade para onde vai existem estes serviços, já que estas empresas não estão presentes em todo o lado.

  • Aluguer de viaturas– Em algumas situações, alugar um carro é o melhor a fazer. Em época baixa, os preços praticados podem ser incrivelmente baixos. Por isso, se viajar numa altura mais económica, pondere esta possibilidade, porque pode poupar tempo e pagar pouco.

    Mas não importa apenas que seja época baixa. Há várias empresas que oferecem estes serviços, por isso também há muitos preços diferentes. O ideal é procurar em plataformas como a Auto Europe ou o Rental Cars, que cruzam os preços de várias empresas, podendo escolher a opção mais barata.

  • I Car Hire Insurance – Se alugar um carro, há um pormenor importante a ter em consideração: o seguro. Tem sempre a opção de pagar o valor diário ou de ficar com o valor da caução bloqueado no cartão com que faça o pagamento. Qualquer uma destas medidas tem o intuito de salvaguardar qualquer problema que possa vir a ter com o carro. O problema é que a caução é muito elevada e pagar o seguro diário pode encarecer bastante o aluguer.

    A alternativa é ter um seguro como o I Car Hire Insurance, que o protege como os seguros das companhias, mas com a vantagem de ter um preço bem mais em conta. O custo anual é de cerca de 60€ (o valor pode variar um pouco de caso para caso), o que equivale a 3 ou 4 dias de seguro de uma rent a car. Desta forma, pode alugar carros sem ter a preocupação de pagar muito por cada vez que use estes serviços e, apesar de ficar com um valor da caução trancado no cartão de crédito e este valor ser, efetivamente, utilizado em caso de acidente, depois receberá o reembolso.

    O I Car Hire Insurance é válido em quase todo o mundo.

carros
  • Via Michelin - Quer com carro alugado como com carro próprio ou da empresa, o Via Michelin é a melhor forma de calcular custos, tempo, distâncias e percursos de viagem de uma só vez. A grande vantagem face a alternativas como o Google Maps é a possibilidade de calcular o valor das portagens, o que nos dá uma melhor perceção dos custos totais.

  • Compra antecipada de bilhetes para transportes públicos– Há cidades e circunstâncias em que andar de transportes é a maneira mais prática de se movimentar, para além de mais económica. Mas se for para o estrangeiro de avião, não se esqueça que, por vezes, tratar das coisas à chegada pode significar uma imensa perda de tempo e um enfrentar de filas infernais.

    Para alguns transportes pode comprar bilhetes online, o que permite antecipar e evitar situações caóticas. Dois bons exemplos, em Londres, são o Heathrow Express e o Stansted Express, que o levam dos respetivos aeroportos para perto do centro da cidade.

    E já que falamos de Londres, temos outra curiosidade para partilhar. Nos transportes públicos é possível utilizar cartões de débito contactless, em vez de comprar cartões ou bilhetes de viagem. O valor da viagem é automaticamente debitado do seu cartão.

 

3. Escritório à distância de um clique

apps

Estar fora do escritório não significa que só precise de se focar na viagem. Mesmo longe, esteja sempre perto e tenha tudo à mão.

É aqui que se destacam aplicações e plataformas como as referidas no artigo sobre ferramentas de produtividade que podem melhorar a performance da sua empresa. Para que essa produtividade se mantenha, convém que tenha essas aplicações nos dispositivos que leva consigo quando viaja, de forma a que possa aceder sempre a tudo, como se nunca tivesse deixado a sua secretária.

 

Como vê, não sugerimos nada que lhe vá pesar mais na bagagem. Pelo contrário, irá aliviar algumas preocupações, porque com estas sugestões muita coisa será mais simples nas próximas viagens!